Desde o início da pandemia, excluindo pequenos países, Portugal ocupa, actualmente, a 6ª posição mundial ao nível da mortalidade por covid, com 1.514 óbitos por milhão de habitantes. Bélgica, Eslovénia, Reino Unido, República Checa e Itália são os cinco piores países.

Considerando a evolução recente da pandemia, Portugal apresenta uma situação ainda grave em comparação com os países da União Europeia e mesmo em relação a países de grande dimensão, designadamente aqueles com maior número absolutos de mortes desde 2020. Calculando a média móvel de 7 dias e padronizando os dados dos diversos países para a população portuguesa, em 14 de Fevereiro de 2021 Portugal registou 151 óbitos, sendo apenas ultrapassado pela Eslováquia (183), seguido pela República Checa (118). Todos os outros países estão abaixo dos 100 óbitos. No extremo oposto, a Finlândia contabilizava o equivalente a quatro óbitos.

O grau de mortalidade neste dia era, em Portugal, 41 vezes superior à Finlândia, 1,5 vezes superior à Espanha, 2,7 vezes superior à França e 2,8 vezes superior à Itália.

Em relação a países de grande dimensão, Portugal apresenta uma situação proporcionalmente duas vezes pior do que os Estados Unidos, 1,7 vezes pior do que o México, e 2.9 vezes pior do que o Brasil.

Nota metodológica: 

Para a elaboração das estatísticas utilizaram-se os dados da mortalidade constantes no site Worldometers. Para a padronização usou-se a população dos países da União Europeia em 2019 indicada pelo Eurostat. Nos restantes países usou-se a população indicada pelo Worldometers. O grau de gravidade foi calculado em função da proporção de óbitos (padronizados) em relação ao país em melhor situação. Para a elaboração da lista dos 25 países (ou Estados) com mais óbitos por milhão de habitantes usou-se os dados do Worldometers, excluindo-se aqueles com menos de um milhão de habitantes, nomeadamente Gibraltar, San Marino, Liechtenstein, Andorra e Montenegro.

Estatísticas da responsabilidade de Pedro Almeida Vieira.

Apoie o Farol XXI